ANTT

ANTT disponibiliza seu Anuário Estatístico Ferroviário

por ASCOM - Publicado em 31/01/2020 15h11. Última modificação em 31/01/2020 15h17.

Anuário Estatístico Ferroviário possui um conjunto robusto de informações sobre o desempenho das concessionárias do serviço público de transporte ferroviário de cargas desde 2006. A maioria dos dados são consolidados anualmente, mas as informações relativas à movimentação de cargas são atualizadas de forma mensal, possibilitando uma análise bastante detalhada sobre como se dá o transporte ferroviário no Brasil.

Constam no Anuário todos os fluxos de transporte (origem, destino, mercadoria e quantidade) operados no Subsistema Ferroviário Federal – SFF desde o ano de 2006. “Com esses dados é possível identificar com precisão a dinâmica da movimentação de cargas no território nacional desde o início da série histórica”, afirma Alexandre Porto, superintendente de Infraestrutura e Serviço de Transporte Ferroviário de Cargas (Sufer). A partir deles é possível analisar, por exemplo, momentos em que houve modificação na demanda pelo minério de ferro produzido no Brasil. Esses dados também trazem informações relevantes sobre o escoamento da produção agrícola, podendo-se acompanhar a sazonalidade da produção e os períodos de maior ou menor demanda pelo transporte.

Os dados mostram que o uso da ferrovia para a movimentação de granéis agrícolas vem aumentando ano após ano. Além dos dados de movimentação de cargas, o Anuário conta também com informações sobre o desempenho dos trens, tais como a velocidade média desenvolvidas pelas composições e até o consumo de combustível. Outra informação relevante são os dados dos acidentes ferroviários, que são apresentados por ferrovia. O detalhamento neste caso é feito pela natureza do evento, o motivo da ocorrência e a sua consequência, dentre outros.

As informações disponibilizadas no Anuário possuem uma interface amigável, podendo ser acessadas e manipuladas em qualquer computador com configuração básica, reforçando a ideia de transparência e de disponibilização ativa de informações à população.

Esperamos que as informações sejam utilizadas no processo de formulação de políticas públicas, no desenvolvimento de estudos e pesquisas por universidades e empresas, pelas próprias concessionárias e subconcessionárias ferroviárias, bem como para o aprimoramento dos mecanismos de acompanhamento, fiscalização e regulação dos serviços de transporte desenvolvidos pela ANTT.